As pessoas têm uma cultura muito forte pelas viagens, pela exploração e descoberta dos vários costumes e tradições existentes no país e no estrangeiro, o que me motiva a conhecer cada vez melhor o país e as suas gentes, partilhando experiências em tertúlias animadas.

 

APM Colocas a hipótese de voltar a Portugal num futuro próximo?

 

JB De momento não coloco a hipótese de regressar a Portugal num futuro próximo, com o objectivo de trabalhar em arquitectura. No México encontro um país em desenvolvimento com várias hipóteses para o meu crescimento a nível profissional e pessoal e quero aproveitar da melhor forma o que tem para me ensinar.

 

APM Que conselhos deixas a quem pensa emigrar?

 

JB O meu primeiro conselho é que emigrem, acima de tudo é uma experiência enriquecedora a nível pessoal. Por outro lado, pensem bem que objectivo querem obter com a saída do país, para assim escolher o país e gabinete de arquitectura que mais se adequa ás expectativas pretendidas. Planear todos os pormenores com antecedência e prever todo tipo de situações, mais se o país de destino fica separado de Portugal por um oceano.